728 x 90
728 x 90

A Andragogia no currículo do educador

A Andragogia no currículo do educador

Neste artigo faremos uma breve reflexão sobre como o conhecimento andragógico pode agregar valor no currículo do educador brasileiro.

Em muitas conversas sobre a educação de adultos, escuto de professores a seguinte pergunta: ‘Tá, eu entendi para o que serve a Andragogia. Mas para mim, como pode agregar valor?’

Primeiro devemos entender que a Andragogia não é somente uma ferramenta ou um recurso que você aprende para aplicar em sala de aula. Os conceitos andragógicos são mais do que uma metodologia de ensino, que muitos autores e profissionais (inclusive aquele que vos escreve) afirmam que se você aplicá-la, terá muito mais êxito na educação dos alunos adultos, do que se aplicar os conceitos pedagógicos de ensino. A Andragogia é uma vertente da ciência da educação e é para os adultos, assim como a Pedagogia é para as crianças, a Hebegogia para os adolescentes e assim por diante.

Como um instrutor ou formador, um curso de Andragogia é sempre bem visto no currículo do profissional, mas a grande diferença se dará em sala de aula. Muitas empresas que possuem centros de treinamentos internos, como HSBC, Volkswagen, Vale, Stara, Ibape, Intelbras, entre outras, utilizam as práticas andragógicas para todos os treinamentos institucionais, sejam eles voltados para a operação, gestão, vendas, etc.

Como já vimos em outros artigos, a Andragogia é uma tendência na educação brasileira e deve chegar com tudo nos próximos 5 a 8 anos, como já aconteceu em países como Chile, Argentina, Alemanha, Espanha e é claro, nos Estados Unidos. Quando isso acontecer, entende-se que cada vez mais as instituições de ensino (universidades, cursos profissionalizantes e técnicos) vão optar por pessoas que saibam ensinar os adultos.

Perceba que já está acontecendo isso, tanto que nós da Andragogia Brasil capacitamos diversos educadores de instituições como ESIC, FAE Business School, Mackenzie, ITEC, FADBA, Fafire, dentre outras. Os gestores acadêmicos perceberam que a equipe de docentes precisa ‘aprender a ensinar’ e que apenas o ‘chão de giz’ não é suficiente. O que é muito interessante, pois educadores que estiveram em sala de aula durante, 20, 30, 40 anos estão participando de nossas formações, compartilhando diversos saberes e experiências, assim como, adquirindo um embasamento educacional para trabalhar melhor com adultos.

Aprender sobre Andragogia não é apenas conhecer novos métodos, ferramentas e técnicas. É assumir uma postura educacional com base nos pressupostos andragógicos, de comunicar-se na horizontal com a turma, ser flexível, incentivar o compartilhamento de experiências, dentre outras atitudes que colaboram muito para o envolvimento do aprendiz adulto com o processo de ensino.

Se você quiser saber sobre treinamentos e formações em Andragogia, temos indicações para você! 😉

Cursos EAD: https://ensinodeadultos.com.br/cursos/andragogia

Cursos presenciais: contato@andragogiabrasil.com.br

Caio Beck
ADMINISTRATOR
AUTOR

Deixe um Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos com * são obrigatórios.

Cancel reply